noneA carregar...
Saltar para o conteúdo

Executivo vai duplicar o financiamento à educação

Por  Minfin | 10/05/2018 18:15

O Executivo vai duplicar a percentagem do Produto Interno Bruto (PIB) aplicada no sector da Educação nesta legislatura. Tal significa um salto dos actuais 2,3 por cento do PIB para 4 por cento do PIB em 2021.

Trata-se de uma informação foi prestada pelo ministro das Finanças, Archer Mangueira, que falava na abertura da cerimónia de lançamento do Relatório do Banco Mundial sobre o Desenvolvimento Mundial 2018. O PIB é a soma de toda riqueza gerada num país.

Com o título “Aprendizagem para realizar a promessa da Educação”, o relatório deste ano tratou da importância da educação e da aprendizagem, focando uma calamidade que grassa várias nações que tem a ver com o facto de milhões de pessoas atingirem a idade adulta sem as aptidões mais básicas para o exercício de um ofício.

Por isso o Executivo, atento a necessidade de melhoria sustentável do sistema de ensino de Angola, pretende duplicar os recursos alocados ao sector até ao término da actual legislatura.

Trata-se de uma aposta que visa, sublinha Archer Mangueira, consolidar o caminho que já foi feito até aqui, sem o qual não teria sido possível massificar o acesso ao ensino básico. Contudo, alertou que o facto de o Estado dedicar mais recursos financeiros à Educação não garante, por si só, que se obtenham melhores resultados. “No processo educativo e de aprendizagem, o requisito mais importante é a qualidade do ensino e o rigor da avaliação.”

Maria de Cândido Teixeira, ministra da Educação, sublinhou a aposta do seu sector numa estratégia de melhoria contínua da qualificação dos professores. Reter e atrair talentos vai ser possível, disse, com mais recursos e, fundamentalmente, capacidade para optimizar os mesmos, através de programas e planos de trabalho que atendam as demandas e necessidades do país.

A apresentação do documento do Banco Mundial aconteceu um dia depois da conclusão do Conselho Nacional da Educação/2018 que juntou em Luanda entidades governamentais, sociedade civil e parceiros para uma abordagem sobre o sistema de ensino nacional.

Notícias Mais Lidas

Notícias Recentes